Paraná

Conheça a história do paranaense conhecido como serial killer nos EUA

O paranaense Roberto Wagner Fernandes, recentemente apontado como o responsável pela morte de três mulheres nos EUA no início dos anos 2000, também esteve envolvido com a Justiça brasileira em pelo menos três ocasiões – na morte da esposa, agressão a uma prostituta e tentativa de abuso sexual de menor. Piloto de avião morto em 2005, Fernandes ganhou o noticiário internacional e as manchetes dos sites de Miami, no fim de agosto, quando foi chamado de serial killer por ter assassinado três prostitutas duas décadas atrás. O corpo da primeira vítima identificada, Kimberly Dietz-Livesey, foi encontrado em uma mala em junho de 2000. As informações são da Tribuna do Paraná.

Médicos sem Fronteiras