Paraná

Vacina Sputnik V: Ratinho Júnior negou e a ANVISA aprovou

Por Arilson Chiorato*

A vacina russa Sputnik V, que leva o nome do primeiro satélite espacial soviético, foi aprovada pela ANVISA na última sexta-feira. Esta é a vacina que foi adquirida pelo Consórcio Nordeste e que, no Paraná, um grupo de deputados avançou nas tratativas para aquisição diretamente com o Fundo Russo. Porém, o Governador Ratinho Júnior ignorou a proposta. As informações são do Esmael Morais.

A Sputnik V possui mais de 90% de eficácia e, o Governo Estadual perdeu a chance de adquirir pelo menos 13 milhões de vacinas que, após recusa do estado, foram adquiridas pela prefeitura do município do Rio de Janeiro. É importante lembrar que esta vacina, assim com a maioria, possui duas doses, mas mesmo assim, o número de doses oferecidas ao estado poderia imunizar mais da metade da população paranaense.

Ao mesmo tempo que vemos a vacina que foi negada pela estado, a Sputnik V ser aprovada para uso emergencial em solo nacional, vemos também as denúncias de que o Governo Federal deixou de responder 53 e-mails da Pfizer, que queria vender as vacinas a metade do preço do que foi pago pelos EUA e países da Europa.

Médicos sem Fronteiras