São José dos Pinhais

Mais de 31 mil alunos estão recebendo cestas de merenda escolar em São José

Os kits de merenda escolar para os estudantes da rede pública de São José dos Pinhais já começaram a ser entregues nas unidades educacionais e devem atender mais de 31 mil alunos. As entregas são feitas pelos profissionais das Escolas Municipais, CMEIS e Centros de Educação Especial e seguem todas as medidas de prevenção ao coronavírus.

“As cestas com alimentos serão entregues mensalmente durante o período em que as aulas presenciais não são retomadas”, explica o secretário de Educação, Aldrian Matoso. Essa ação é fundamental para amenizar as dificuldades de muitas famílias que contam com a merenda escolar como uma das principais refeições no dia a dia das crianças.

Arroz parboilizado, feijão, fubá amarelo, óleo de soja e leite em pó são alguns itens que compõem a cesta. Elaborados por nutricionistas e atendendo regulamentação do FNDE, as cestas também atendem alunos com restrições alimentares. Nesses casos são oferecidos produtos especialmente voltados às necessidades dos alunos, como por exemplo, itens sem lactose.

Dificuldades devido à pandemia

Muitas famílias viram as dificuldades financeiras se agravarem durante a pandemia do Coronavírus e, em muitos casos, a falta de alimentos se tornou ainda mais frequente. “A merenda escolar, que sempre foi um alívio para muitos pais por saberem que seus filhos teriam ao menos uma boa refeição no dia, passou a ter ainda mais importância”, afirma o secretário.

Geovana dos Santos Xavier, moradora do bairro Cidade Jardim, atualmente está desempregada e matriculou sua filha no Cmei Papa João Paulo II, para procurar um trabalho. Desde então, a cesta com alimentos é um pequeno alívio em meio a tantas dificuldades. Uma situação que, infelizmente, reflete a realidade de muitas famílias são-joseenses.

“Essa pandemia está destruindo com muitas vidas. Esse vai ser o único alimento que minha família vai ter. Matriculei minha filha para buscar um trabalho e não tenho nenhuma renda, então queria muito agradecer, pois esse vai ser o nosso único alimento nesse momento”, declarou emocionada.

Médicos sem Fronteiras