São José dos Pinhais

Feira na XV acontecerá até o dia 23 e oferece diversos produtos natalinos

O Programa Municipal de Economia Solidária, promovido pela Secretaria do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, começou com a tradicional Feira de Artesanato do Calçadão da Rua XV de Novembro, e este mês, com diversos produtos natalinos para a venda.

A feira de natal acontecerá até o dia 23/12 em frente ao Museu Municipal Atílio Rocco, funcionando de segunda a sábado das 9h às 18h30.

A estudante Alana Peretti, 20 anos, trabalha junto com a mãe na feira há dois anos vendendo canecas personalizadas, crochês, aromatizador de ambientes, laços de cabelo entre outros produtos. Ela conta que na pandemia as vendas diminuíram bastante, mas o que está ajudando bastante na renda são as vendas de máscaras personalizadas e álcool em gel.

Há 15 anos, Rosângela Andrade trabalha com artesanato, e na Feira de Economia Solidária ela e mais três pessoas fazem o rodízio na barraca para trabalhar. Devido a pandemia, Andrade afirma que está tomando todos os cuidados para evitar a disseminação da Covid-19. Ela reitera que no começo da pandemia a venda era maior. “Eu percebo que as pessoas passam com pressa, muito rápido, pegam apenas o necessário e vão embora”, diz. 

O artesão Carlos Rossi, faz parte da feira há quatro anos. Ele fala que os produtos que mais estão vendendo no momento são roupinhas de papai noel para as crianças, máscaras e crochês. A faixa de preço dos seus produtos que mais estão saindo é em torno dos R$30 e R$40 reais. “Há uma queda enorme nas vendas. As desistências de alguns artesãos vieram não só por causa da pandemia, mas também por causa da falta de renda”, afirma Rossi. 

Eliane Verica, de 34 anos, começou a trabalhar com artesanato em 2016, logo após sair de seu trabalho registrado. Ela participa da Feira Economia Solidária desde 2018, e neste ano o produto que mais está saindo são as máscaras e os produtos temáticos natalinos. “Dos anos em que eu trabalho com isso, eu senti que ano passado foi o ano que mais ocorreram vendas e esse ano foi bem mais parado”, diz Verica.

Atualmente, 30 artesãos estão trabalhando na Feira de Artesanato do Programa Economia Solidária e apenas duas pessoas não estão participando da feira, por serem do grupo de risco. Ao todo, seis barracas estão participando da feira no momento e em cada uma, cinco pessoas estão trabalhando com escaladas.

Para participar da Feira de Artesãos, basta se inscrever na Secretaria do Trabalho, Emprego e Economia Solidária. Após a inscrição, os artesãos passarão por uma oficina preparatória e logo após o processo já poderão fazer parte da feira.

Para mais informações sobre o Programa da Setrab, entre em contato no telefone: 3283 – 6800. O horário de atendimento da secretaria é de segunda à sexta-feira, das 08h às 16h.

Médicos sem Fronteiras