São José dos Pinhais
16/02/2019 10:32
Paraná

Richa e mais 32 pessoas viram réus

Compartilhar artigo no facebook Compartilhar artigo no twitter Compartilhar artigo no WhatsApp ↑ Topo

A Justiça aceitou a denúncia que investiga pagamento de propina a Beto Richa e outras 32 pessoas por empresas de pedágio no Paraná. A denúncia foi divulgada ontem e faz parte da Operação Integração. Com isso, eles viraram réus por crimes como organização criminosa e corrupção passiva.
Segundo o Ministério Público Federal, o esquema desviou R$ 8,4 bilhões por meio do aumento de tarifas de pedágio do Anel de Integração e de obras rodoviárias não executadas. As informações são do Fábio Campana.

A propina paga em troca dos benefícios, conforme os procuradores, foi estimada em pelo menos R$ 35 milhões. As denúncias sustentam que o esquema de pagamentos de propina pelas concessionárias de pedágio teve início há cerca de 20 anos.

Conforme os procuradores, a corrupção elevou as tarifas de pedágio pagas pelos usuários, e fez com que apenas 25% das obras previstas fossem realizadas. Entre os réus estão os ex-secretários Deonilson Roldo, Ezequias Moreira e Pepe Richa Filho, e Nelson Leal Junior, ex-diretor do DER e delator do caso.

Médicos Sem Fronteiras