Mundo

Oficial envolvido no caso Jean Charles vai treinar seguranças de vôos

Oficial que baleou o brasileiro Jean Charles de Menezes no metrô de Londres vai ser responsável pelo treinamento de homens que farão a segurança de vôos entre Grã Bretanha e Estados Unidos, segundo informações do jornal britânico Daily Mirror.


O oficial, de 30 anos, foi escolhido por ter conseguido “provar habilidade e decisão em momentos delicados“, segundo o alto escalão da policia londrina.


Os policiais treinados por ele serão responsáveis pela segurança de aviões que fazem a rota de risco entre Grã-Bretanha e Estados Unidos.


A decisão de ter o detetive envolvido no caso Jean Charles como instrutor de novos policiais, pode enfurecer alguns membros locais.


Entretanto, o principal argumento é que o oficial – que faz parte da elite da Scotland Yard – é o melhor homem para treinar os novos seguranças.


O alto escalão da policia britânica afirmou, segundo o jornal Daily Mirror, que é preciso “o melhor para afastar o real perigo do terrorismo internacional“, por isso a escolha.


A equipe vai aprender como deter seqüestradores e lidar com armas durante os vôos. Eles serão equipados com pistolas 9mm carregadas com balas especiais, que não danificam a lataria dos aviões. Os oficiais também serão treinados para pilotar os aeronaves em casos onde o comandante for morto ou ferido.


Caso Jean Charles


O brasileiro Jean Charles de Menezes, de 27 anos, foi baleado no dia 22 de julho de 2005 quando ele estava na estação de metrô de Stockwell, no sul de Londres. Jean Charles era suspeito de carregar bombas para um possível atentado.


Mônica Aquino
 


 

Médicos sem Fronteiras