Esporte

Bonamigo cobra mais atenção da defesa

O Coritiba de Paulo Bonamigo ainda tenta terminar uma partida sem tomar gols na Segunda Divisão. Mesmo com um bom desempenho (55,6% de aproveitamento), nas nove partidas sob o comando do treinador o Coxa sempre foi vazado. E, antes, a única vez em que a situação incômoda não se repetiu foi na terceira rodada, contra a Portuguesa – quarto pior ataque da competição.


Para Bonamigo, contudo, os dados dão apenas uma visão panorâmica da situação e acabam obscurecendo o real problema que vem sendo observado por ele nas partidas: falta de atenção.


“O que tenho cobrado é mais concentração. Estar ligado em todo o tempo do jogo. As atuações individuais dos defensores estão boas, mas em uma falha, um detalhe, a equipe acaba sofrendo o gol“, afirma o técnico.


A mesma opinião é a do goleiro Artur. “Estávamos com problema na bola parada e resolvemos. Agora é mais mérito do atacante ou descuido mesmo“, diz.


O exemplo disso é o segundo gol do Náutico, no sábado, quando Márcio Egídio deu bobeira, perdeu uma bola no meio-de-campo e acabou propiciando o contra-ataque, onde ficaram dois atacantes adversários contra dois defensores do Alviverde.


Porém a missão de não levar gols já na próxima partida, contra o América-RN, no Couto Pereira, estará dificultada. Pela primeira vez Bonamigo não poderá contar com nenhum zagueiro de sua defesa titular. Henrique (suspenso) e Batatais (lesionado) estão fora. Índio, considerado o reserva imediato, voltou a sentir uma tendinite no joelho esquerdo e acabou vetado.


“Meus dois titulares agora são o Douglas e o Nivaldo“, diz o treinador, despreocupado, que manteve o mesmo discurso para os atletas. “Ele pede bastante atenção, pois em um momento de descuido podemos tomar o gol e comprometer o jogo“, afirma Nivaldo.


Ele atuou duas vezes com o técnico na Segundona. Agora, a esperança e conseguir uma seqüência de jogos. “Para pegar ritmo de jogo”, completa.


Jéfferson com a 9


Hoje à tarde, o Coritiba fará um treino coletivo que deve definir a formação da equipe. Além da mudança na zaga, Caio substituirá o meia Cristian, suspenso. Mas a expectativa é saber por quem Bonamigo optará para atuar ao lado de Anderson Gomes no ataque: Jéferson ou Alberto.


Ontem, no primeiro treino tático da semana, Jeferson, autor dos dois gols contra o Náutico, no Recife, foi o escolhido.


Marcio Reinecken



Médicos sem Fronteiras