Paraná

Inscrições vão até dia 04 de Setembro

Estão abertas as inscrições para a sexta edição do Prêmio CNI. Promovido pela Confederação Nacional da indústria (CNI), o prêmio visa estimular e reconhecer as boas práticas empresariais que conduzam a indústria brasileira a produzir de forma eficiente e sustentada, resultando no aumento de sua competividade. Este ano, os interessados podem se inscrever em três categorias: Qualidade e Produtividade, Desenvolvimento Sustentável e Design, nas modalidades Média e Grande Indústria e Micro e Pequena Indústria.


A seleção ocorre em duas etapas. A primeira é estadual, quando as Federações das Indústrias selecionam as três melhores propostas de cada categoria nas duas modalidades. As atividades que compõem a proposta deverão ter sua implantação realizada a partir de 2005, e no mínimo seis meses de execução. As empresas poderão concorrer em mais de uma categoria, desde que apresentem propostas específicas de acordo com os critérios de cada categoria. Na etapa nacional, são julgados os vencedores das fases estaduais. A premiação nacional será dia 31 de outubro, na sede da CNI, em Brasília.


Os trabalhos devem ser entregues até dia 04 de setembro na sede da Federação das Indústrias do Estado do Paraná – Avenida Cândido de Abreu, 200 – 4ª andar, em Curitiba, a/c de Maurício Todeschini. Outras informações no site http://www.cni.org.br/premiocni, pelo telefone (41) 3271-9421, ou pelo e-mail mauricio.todeschini@ielpr.org.br.


Categorias e modalidades – Este ano houve diminuição no número de categorias e modalidades. Em 2005, os participantes se inscreveram em quatro categorias e doze modalidades. Para concorrer na categoria Qualidade e Produtividade, a empresa deve apresentar projetos que promoveram o aumento dos níveis de qualidade e produtividade. São iniciativas que resultaram na adequação ou aprimoramento de processos produtivos, aperfeiçoamento de seus produtos e serviços, introdução de novos produtos no mercado, dentre outros.


Na categoria Desenvolvimento Sustentável, concorrem iniciativas que visaram à melhoria do desempenho ambiental, tais como implantação de sistemas de gestão ambiental, adoção de práticas de produção mais limpa, sistemas de tratamento de resíduos, programas de educação ambiental, reciclagem de produtos, entre outros. Já os projetos na categoria Design são iniciativas que promoveram as atividades de design, visando introduzir mudanças e adaptações em seus produtos.


Quanto às modalidades, consideram-se empresas de pequeno porte aquelas com faturamento bruto anual inferior a R$ 3,6 milhões. Já as empresas de médio e grande porte são aquelas com faturamento acima de R$ 3,6 milhões.


Anos anteriores – Em 2005, quatro empresas paranaenses foram vencedoras do Prêmio CNI. A Kraft Foods Brasil foi a primeira colocada na categoria Desenvolvimento sustentável, na modalidade gestão ambiental. Na categoria Parcerias para Inovação, a Cristófoli Equipamentos Biossegurança foi a primeira colocada na modalidade Instituto de pesquisa, enquanto Herbarium Laboratório Botânico e Seccional Brasil foram a segunda e terceira colocadas na modalidade Redes de pesquisa.


Em 2004, o Paraná teve três indústrias entre as premiadas. Os vencedores foram: Caltec Química Industrial (Furquim Bezerra e Cia Ltda); Flexiv Móveis e Sadia, de Toledo, que ficaram com os primeiros lugares, respectivamente, nas categorias Qualidade e Produtividade, Design, Ecologia e Interação Universidade-Indústria.


Assessoria de Imprensa da FIEP

Médicos sem Fronteiras