São José dos Pinhais
23/07/2018 03:47
Paraná

Ratinho Junior e a queda das ações da Copel e Sanepar

Compartilhar artigo no facebook Compartilhar artigo no twitter Compartilhar artigo no WhatsApp ↑ Topo

Ratinho X Copel – O deputado estadual Ratinho Junior (PSD-PR), pré-candidato ao governo do Paraná e líder das pesquisas, apresentou requerimento na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) pleiteando a suspensão do reajuste tarifário de 15,13% aprovado na semana passada pela Aneel para a Copel. As novas tarifas passar a vigorar no domingo. A notícia preocupou o mercado, uma vez que o reajuste é considerado necessário para repor custos que a distribuidora de energia tem com prestação do serviço, aquisição e transmissão de energia e encargos setoriais. O requerimento menciona que o aumento do custo de energia tem efeitos negativos sobre indústria, agricultura, serviços e na própria população, “fazendo crescer a inflação e traduzindo em aumento de preços de produtos e diminuindo a qualidade de vida da população.” As informações são do Valor Econômico.

Ratinho X Sanepar – As ações da Sanepar, estatal de saneamento do Paraná, foram penalizadas pelas declarações do deputado Ratinho Junior sobre o reajuste tarifário da Copel. A companhia de energia, por sua vez, teve uma reação mista no mercado. A Sanepar sente o efeito do pedido de revisão mais do que a própria Copel por conta da maior influência que o governo estadual tem sobre as tarifas da companhia. Enquanto o cálculo das tarifas da Copel é feito por uma agência ligada ao governo federal, a Sanepar é submetida à Agência Reguladora do Paraná (Agepar), sob sob comando do governo do Estado. As units da Sanepar recuaram 2,84% ontem a R$ 46,15, enquanto as ações ordinárias tiveram baixa de 7,22%, a R$ 11,30. As ações ordinárias da Copel, por sua vez, subiram 1,32% ontem, a R$ 19,18, e as preferenciais classe B da elétrica recuaram 0,78%, a R$ 21,65.

Médicos Sem Fronteiras