São José dos Pinhais
19/09/2017 04:55
São José dos Pinhais

Atendimento psicológico no SAMU de São José ganha Prêmio Inova Saúde Paraná

Compartilhar artigo no facebook Compartilhar artigo no twitter Compartilhar artigo no WhatsApp ↑ Topo

São José dos Pinhais foi um dos ganhadores do 2º Prêmio Inova Saúde Paraná, entregue na 3ª Mostra Paranaense de Projetos de Pesquisa para o SUS que foi realizada no dia 28 de julho pela Secretaria de Estado da Saúde (SESA). O projeto, que é o atendimento psicológico dentro da área de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, SAMU 192, ganhou o 3º Lugar no eixo de Políticas Públicas de Saúde e Redes de Atenção à Saúde e foi desenvolvido e inscrito pela 1ª turma de psicologia de residência multiprofissional do Município.

O projeto visa à inserção do profissional de psicologia dentro da ambulância do SAMU. “São poucas as cidades que tem essa aproximação do atendimento psicológico com a urgência e emergência. O objetivo é otimizar o atendimento quando necessário, com o psicólogo dando apoio aos familiares e até mesmo ao paciente em questão”, explica Manuela Pimentel Leite, aluna do projeto de residência e uma das ganhadoras do Prêmio.

Ao todo, mais de 390 trabalhos de todo o Estado foram inscritos no Prêmio. Para o preceptor da residência em psicologia e orientador do trabalho, Mauricio João Costacurta, o trabalho realizado é inovador e necessário. “Esse Prêmio é um reconhecimento importante da atuação em um novo campo de trabalho para o profissional de psicologia. Há uma demanda grande dentro dessa que é uma importante área e é necessária ser atendida”, explica ele. Sobre as experiências realizadas, Maurício afirma que “elas têm sido efetivas”.

Manuela conta que “não era esperado ganhar, mas é um reconhecimento para a nossa profissão. Foi bacana participar”, conta. Além dela, outra participante e ganhadora do prêmio foi a Isabella Queiroga Flöering, também aluna da residência em psicologia. Os ganhadores também destacam a receptividade que a equipe do SAMU teve ao recebe-los para colocar a experiência do atendimento psicológico nas ambulâncias em prática.

Médicos sem Fronteiras